Noticias

  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5
  • 6
  • 7
  • 8
  • 9
  • 10
  • 11
  • 12
  • 13
  • 14
  • 15
  • 16
  • 17
  • 18
  • 19
  • 20
  • 21
  • 22
  • 23
  • 24
  • 25
  • 26
  • 27
  • 28
  • 29
  • 30
  • 31
  • 32
  • 33
  • 34
  • 35
  • 36
  • 37
  • 38
  • 39
  • 40
  • 41
  • 42
  • 43
  • 44
  • 45
  • 46
  • 47
  • 48
  • 49
  • 50
  • 51
  • 52
  • 53
  • 54
  • 55
  • 56
  • 57
  • 58
  • 59
  • 60
  • 61
  • 62
  • 63
  • 64
  • 65
  • 66
  • 67
  • 68
  • 69
  • 70
  • 71
  • 72
  • 73
  • 74
  • 75
  • 76
  • 77
  • 78
  • 79
  • 80
  • 81
  • 82
  • 83
  • 84
  • 85
  • 86
  • 87
  • 88
  • 89
  • 90
  • 91
  • 92
  • 93
  • 94
  • 95
  • 96
  • 97
  • 98
  • 99
  • 100
  • 101
  • 102
  • 103
  • 104
  • 105
  • 106
  • 107
  • 108
  • 109
  • 110
  • 111
  • 112
  • 113
  • 114
  • 115
  • 116
  • 117
  • 118
  • 119
  • 120
  • 121
  • 122
  • 123
  • 124
  • 125
  • 126
  • 127
  • 128
  • 129
  • 130
  • 131
  • 132
  • 133
  • 134
  • 135
  • 136
  • 137
  • 138
  • 139
  • 140
  • 141
  • 142
  • 143
  • 144
  • 145
  • 146
  • 147
  • 148
  • 149
  • 150
  • 151
  • 152
  • 153
  • 154
  • 155
  • 156
  • 157
  • 158
  • 159
  • 160
  • 161
  • 162
  • 163
  • 164
  • 165
  • 166
  • 167
  • 168
  • 169
  • 170
  • 171
  • 172
  • 173
  • 174
  • 175
  • 176
  • 177
  • 178
  • 179
  • 180
  • 181
  • 182
  • 183
  • 184
  • 185
  • 186
  • 187
  • 188
  • 189
  • 190
  • 191
  • 192
  • 193
  • 194
  • 195
  • 196
  • 197
  • 198
  • 199
  • 200
  • 201
  • 202
  • 203
  • 204
  • 205
  • 206
  • 207
  • 208
  • 209
  • 210
  • 211
  • 212
  • 213
  • 214
  • 215
  • 216
  • 217
  • 218
  • 219
  • 220
  • 221
  • 222
  • 223
  • 224
  • 225
  • 226
  • 227
  • 228
  • 229
  • 230
  • 231
  • 232
  • 233
  • 234
  • 235
  • 236
  • 237
  • 238
  • 239
  • 240
  • 241
  • 242
  • 243
  • 244
  • 245
  • 246
  • 247
  • 248
  • 249
  • 250
  • 251
  • 252
  • 253
  • 254
  • 255
  • 256
  • 257
  • 258
  • 259
  • 260
  • 261
  • 262
  • 263
  • 264
  • 265
  • 266
  • 267
  • 268
  • 269
  • 270
  • 271
  • 272
  • 273
  • 274
  • 275
  • 276
  • 277
  • 278
  • 279
  • 280
  • 281
  • 282
  • 283
  • 284
  • 285
  • 286
  • 287
  • 288
  • 289
  • 290
  • 291
  • 292
  • 293
  • 294
  • 295
  • 296
  • 297
  • 298
  • 299
  • 300
  • 301

CATEGORIA RECHAÇA PROPOSTA DE GOVERNISTAS E RATIFICA A GREVE

 

Rasgando o estatuto da Federação, coletivos cutistas/petistas tentam desmobilizar paralisação. Mas 21 universidades já dizem sim à greve! Por unanimidade, categoria reafirma a greve!

“Os governistas se superaram, propuseram o fim da greve antes mesmo dela começar”, afirmou a coordenadora-geral da Fasubra e coordenadora do Sintufes, Janine Teixeira, na assembleia da categoria – com boa representação dos trabalhadores, realizada na sede do Sintufes na manhã da segunda-feira, 17 de março de 2014.

Coletivos políticos da Fasubra, ligados à CUT e ao governo do PT, propuseram que os trabalhadores técnico-administrativos em Educação recuassem da greve, no dia da sua deflagração. É importante lembrar que a deflagração da greve no dia 17 de março foi decisão da plenária da Federação, em 09 de fevereiro, onde a maioria das mais de 40 Ifes presentes votou a favor do movimento paredista.

Os trabalhadores da Ufes rechaçaram a proposta imoral de não entrar em greve e manter a negociação com o governo. Proposta essa que configura um atentado ao Estatuto da Federação.

“Sou contra essa proposta, pois foi decisão de alguns coordenadores. E uma decisão dessas tem que passar pela plenária ou por um Congresso da Fasubra”, criticou a coordenadora-geral do Sintufes, Ana Hoffman.

Além disso, a assembleia lembrou que o governo jamais negociou em greve. “Todas as conquistas que os trabalhadores tiveram até hoje só vieram através de greve. Via isso quando era estudante e vi também quando já estava na Ufes como técnico, na greve de 2012. O governo não negocia se não tiver greve”, destacou Felipe Firmino.

21 universidades ratificam a greve! Os trabalhadores ratificaram a greve por unanimidade. A proposta que a categoria aprovou – da manutenção da greve – foi assinada pelos coletivos que defendem os interesses da categoria e não traem sua base, como o Vamos à Luta.

Vale ressaltar que das 21 universidades que ratificaram a greve, há instituições que são base dos coletivos governistas/cutistas. São os trabalhadores da base indo de encontro à orientação de suas coordenações, mostrando que estão dispostos a enfrentar o governo Dilma para que as reivindicações da categoria sejam atendidas.

Ano de Copa. Ainda na assembleia da segunda, 17, o coordenador-geral do Sintufes, José Magesk, lembrou que a greve acontece em um ano de grandes acontecimentos no País. E que isso pode fazer com que outras categorias também entrem em greve.

“Esse ano tem eleições e tem também Copa do Mundo no Brasil. É um momento importante em que o governo não vai querer mostrar um País em greve para todo o mundo. Então, se fizermos uma greve forte e com participação da categoria podemos sim sair vitoriosos. Sem falar que outros servidores públicos federais também podem entrar em greve e contribuir nessa luta”, analisou.

 

Garis como exemplo. Algumas intervenções na assembleia, realizada na sede do Sintufes na manhã do dia 17 de março, lembraram a luta vitoriosa, que aconteceu no início de março.

Os garis do Rio de Janeiro lutaram por suas reivindicações, enfrentando a prefeitura do Rio, os patrões e o próprio sindicato da categoria, que não apoiou a greve.

Ao final, com muita luta e mobilização, eles conquistaram 37% de reajuste – contando aumento salarial e em benefícios.

Comando Local de Greve é instalado. Embora a assembleia tenha sofrido uma mudança em sua pauta, alguns pontos foram mantidos. Entre eles o que previa a instalação do Comando Local de Greve do Sintufes.

O Comando foi composto e a partir da terça-feira, 18, já começou a trabalhar e a mobilizar a categoria para a greve. E também para uma próxima assembleia, que será nesta quinta-feira, 20, às 10 horas, no Sintufes, em Goiabeiras, Vitória.

Essa assembleia terá os pontos de pauta que não foram deliberados na segunda, 17. Cabe pontuar que a mudança da pauta foi aprovada pela própria assembleia.

O Comando fez sua primeira reunião na subseção sindical do Sintufes, no Hucam, na tarde do dia 17.

 

 Fonte: Sintufes

 

ANDES