Histórico

Fundada no dia 31 de maio de 1978, a Associação dos Docentes da Universidade Federal do Espírito Santo (Adufes) nasceu durante a ditadura militar, período de forte resistência protagonizado por professores e estudantes.

Durante esse período, além da perseguição ideológica e da repressão dentro das instituições de ensino, as universidades atravessavam uma crise de carência de professores. Essa situação não era exclusiva do Espírito Santo, o que levou o Ministério da Educação (MEC) a ampliar o quadro funcional das universidades, renovando o corpo docente e favorecendo a organização dos professores.

Nessa época, quase 20 associações ou comissões pró-associações de docentes surgiram no território brasileiro. Diante da necessidade de maior sintonia nacional, o grupo de docentes da Ufes defendeu, junto com outras associações, a criação de uma entidade nacional que centralizasse as reivindicações e as informações dos movimentos de professores. Surgiu assim, em fevereiro de 1981, a Associação Nacional de Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes), que se tornou, posteriormente, Sindicato Nacional, do qual a Adufes tornou-se uma das Seções Sindicais, em 1° de dezembro de 1992.

 Atualmente, a Adufes conta com, aproximadamente, 1.700 associados e atua, juntamente com o Andes-SN, na organização das lutas da categoria e de outros segmentos sociais.

 As principais bandeiras de luta da Adufes defendidas historicamente são por uma universidade pública, gratuita e de qualidade para todos; pela autonomia universitária e democratização do acesso à universidade; contra a precarização do trabalho docente e por um novo projeto de carreira que valorize o professor; contra as reformas neoliberais, como as da Previdência, Universitária e Trabalhista, que retiram direitos dos trabalhadores e privatizam os serviços públicos.

ANDES