Manifestantes iniciam vigília no Ministério Público em Vitória

Os integrantes do movimento “Não é por 20 centavos, é por direitos” montaram vigília na tarde desta quarta-feira (24), em frente à sede do Ministério Público Estadual (MPE), na Enseada do Suá, em Vitória. O grupo pede a libertação dos três manifestantes que continuam presos desde o protesto da última sexta-feira (19).

Pais dos jovens ainda detidos e outras pessoas que foram presas e liberadas pela Justiça participam da vigília, que iniciou às 13 horas. A decisão sobre a concentração no Ministério Público ocorreu nessa terça-feira, em assembleia geral popular. A plenária decidiu ainda pela realização de um Seminário de Organização do Movimento. De acordo com André Carvalho, do “Não é por 20 centavos, é por direitos”, nova reunião vai ocorrer neste sábado, às 14 horas, na Ufes, quando serão acertados os detalhes do evento.

Durante o último protesto no Centro de Vitória, a Polícia Militar prendeu 35 pessoas – entre manifestantes e populares que circulavam pela região – sob suspeita de depredação de patrimônio público. Deste total, 32 já foram libertados pela Justiça, por falta de indícios de materialidade dos crimes. Dois, inclusive, ficaram presos sem que a Polícia comunicasse o fato à Justiça, o que é ilegal.  “Isso é um fato grave, é seqüestro, e pode levar o Brasil a responder por desaparecimento forçado de pessoas”, diz o advogado do movimento André Moreira.

Fonte : Adufes 

ANDES