No Dia Nacional de Lutas (10) a Adufes não terá expediente externo na sede

Nesta sexta-feira(10/8) haverá uma tenda da Adufes na Praça das Bandeiras, em frente ao prédio da Reitoria. O motivo da adesão do sindicato às mobilizações no campus é a defesa dos serviços públicos. O espaço do café, inclusive, será transferido para a barraca. Já os setores do sindicato não farão atendimento. Veja aqui a agenda de mobilização

As atividades de lutas no campus de Goiabeiras ocorrerão das 9 às 16 horas, pois às 17h o sindicato promove em sua sede o debate “Como ficam os salários e a carreira dos docentes em 2019?” com Amauri Fragoso de Medeiros, da Universidade Federal de Campina Grande, e ex-diretor do Sindicato Nacional (ANDES-SN). Em seguida haverá Assembleia Geral e, na sequência,  happ hour da categoria.

As/os funcionárias/os e a diretoria do sindicato estarão envolvidos na organização e cobertura das atividades de luta. A Adufes fará distribuição de diversos materiais sobre o desmonte do ensino superior. Na tenda, ocorrerão também debates sobre a suspensão das bolsas da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e os impactos da dívida pública.

Dia de basta! O desemprego é um drama que atinge cerca de 30 milhões de brasileiros(as). As poucas vagas são precárias e a causa é a Contrarreforma Trabalhista aprovada pelo governo Temer. Há ainda o sucateamento dos serviços públicos, que atacam os direitos e as condições de vida.

Para o presidente da Adufes, José Antônio da Rocha Pinto, o momento exige luta. “Precisamos da unidade dos/as trabalhadores/as para organizar a resistência, pois os ataques e as reformas, como da Previdência, seguirão nos próximos anos”, disse, reforçando a importância da participação dos/as professores/as no Dia Nacional de Lutas.

Fonte: Adufes

ANDES