Na pressão: mais luta contra a reforma da Previdência

A capa do jornal traz em destaque os atos e greve contra o fim da aposentadoria, contra os cortes e retrocessos na educação que ganham força. 12 de julho, sexta-feira, ato nacional em Brasília marca continuidade da luta neste semestre. Veja aqui o encarte

Após os atos em defesa da educação, nos dias 15 e 30 de maio, e na greve geral em 14 de junho, o próximo protesto nacional terá em peso a presença de docentes, estudantes e trabalhadores da educação. A Adufes e o Andes-SN (Sindicato Nacional) participarão da mobilização que ocorre durante as atividades do 64° Conad, em Brasília.

Corte.  Ainda na página 1, o “contingenciamento” é de R$ 1,7 bilhão, o que representa 24,84% dos gastos tidos como não obrigatórios (água, luz) e 3,43% do total das universidades e institutos federais. Caso o corte não seja revisto, as instituições de ensino terão seu funcionamento comprometidos já no início do período letivo, inclusive na Ufes.

Página 2. No verso do encarte “Conad reforça as discussões do 38º Congresso do ANDES-SN”. E para atualizar as estratégias da luta contra as reformas que retiram direitos sociais, docentes participam entre os dias 11 a 14 de julho do 64º Conselho. Delegado e observadores da Adufes foram eleitos para o evento e ajudarão a renovar os planos de luta aprovados no 38º Congresso.

Avaliação. O Fique Por Dentro apresenta as avaliações de participantes do 38º Congresso, inclusive de marinheiros de primeira viagem que viram na experiência um importante aprendizado.

Fonte: Adufes

ANDES