Fim da temporada de festejos julinos: Adufes encerra festa em Vitória com muita alegria

Durante os meses de junho e julho ocorreram festas Juninas e Julinas nos campi de São Mateus, Alegre e Goiabeiras.

Em clima de muita animação, a Adufes realizou na sede - no campus de Goiabeiras/Ufes -, a última edição do ano da festa julina da entidade. Os/as docentes levaram familiares e amigos/as como convidados/as para se divertiram no arraiá, na sexta, 19/7. A categoria dançou para valer ao som da banda Capixá Baião. O evento contou também com um cardápio tradicional. Veja aqui as fotos

A festa reuniu várias gerações. “Reencontrei companheiros/as e conheci novos/as docentes”, disse o professor aposentado Paulo Roberto Gomes de Lima, que estava feliz por poder participar de mais uma atividade do sindicato. O docente, que levou o filho e os netos para a festa, comentou que há muitos anos participa dos festejos. “Sou apaixonada pelas festas julinas”.

Música ao vivo. A banda Capixá Baião agitou a festa com o legítimo forró pé-de-serra, ao som da sanfona, triângulo e zabumba. Para o presidente da Adufes, José Antônio da Rocha Pinto, o evento proporcionou descontração. “A categoria vem adoecendo por conta dos ataques à educação. Nesse contexto, é importante reencontrar os/as companheiros/as para um bate-papo”, destacou Rocha.

Quadrilha caipira. Dois pra lá, dois pra cá… e, como era de se esperar, os/as professores/as improvisaram uma divertida quadrilha para homenagear as tradições. “Olha a chuva!”, “Olha o formigueiro!”, “A ponte quebrou!”, “É mentira!” foram alguns dos “passos” da dança típica entoados na noite.

Brincadeiras para as crianças. No espaço verde da Adufes, foi montado uma estrutura com barraca de algodão doce, pula-pula, oficina de pintura no rosto, piscina de bolinhas e touro mecânico. Os/as pequenos/as puderam se divertir com muita segurança e alegria. “Venho a Festa Julina do sindicato todo ano com os meus pais e sempre me divirto bastante”, lembrou empolgada uma menina de 11 anos.

Fonte: Adufes

ANDES