Luto no ES: movimentos voltam às ruas para pedir justiça pelas mais de 200 mortes na greve da PM

Nesta terça-feira (4), às 17 horas, na Praça Costa Pereira, no Centro de Vitória, um ato público vai lembrar o assassinato de jovens negros e periféricos silenciados pelo estado há 3 anos. A programação inclui celebração inter-religiosa, decretação de luto popular, lançamento de edital para construção de memorial, intervenções artísticas e culturais. Cruzes serão fincadas na praça da capital capixaba.

Passados três anos da greve da PM, as famílias ainda buscam por respostas e justiça. "Diversos inquéritos foram arquivados sem o indiciamento dos eventuais autores e o Governo do Estado não desenvolveu medidas para reparar os familiares”, disse Lula Rocha, do Círculo Palmarino. Ele lembra que a ocupação da praça e a decretação do luto popular visam alertar os capixabas sobre a omissão do estado frente à crise da PM e o aprofundamento do extermínio da juventude negra no ES.

A atividade está sendo organizada pelo Fórum Capixaba de Lutas Sociais - do qual a Adufes faz parte -, Círculo Palmarino, Fórum Igrejas e Sociedade em Ação e Movimento Nacional de Direitos Humanos.

Fonte: Adufes

ANDES