Participe! Panfletagens cobram parlamentares no Aeroporto de Vitória

Nesta segunda, 5, o cerco ocorrerá em dois horários, às 9h e às 15h30. Já na terça-feira, 6, dia de início da votação do 2° turno da reforma da Previdência, a panfletagem será às 9h, com atividade ainda na Assembleia Legislativa

O corpo a corpo com deputados federais e senadores capixabas se dará no momento que eles embarcarem para Brasília, quando serão abordados por lideranças sindicais que cobrarão comprometimentos com a classe trabalhadora. Serão avisados também que quem votar contra o povo não ficará impune nas urnas e que há tempo, portanto, de rever posições em relação à reforma (PEC 06/2016)

Na primeira votação da reforma da Previdência, concluída em 12 de julho, dos 510 deputados presentes na Câmara Federal, 379 deles votaram contra os direitos dos trabalhadores/as e servidores públicos. E para isso foi adotada a política do toma-lá-da-cá, com compra de voto dos deputados picaretas.  Para impor o mais duro ataque à Previdência,  somente em julho, o presidente Jair Bolsonaro gastou mais de R$ 3 bilhões através de emendas e destinação de recursos, sem contar a negociata de cargos no governo.

Veja como votou a bancada capixaba na Câmara - Dos dez deputados, apenas dois foram contrários ao texto

– Amaro Neto (PRB) – A favor

– Da Vitória (PPS) – A favor

– Soraya Manato (PSL) – A favor

– Evair de Melo (PP) – A favor

– Felipe Rigoni (PSB) – A favor

– Helder Salomão (PT) – Contra

– Lauriete (PL) – A favor

– Norma Ayub (DEM) – A favor

– Sérgio Vidigal (PDT) – Contra

– Ted Conti (PSB) – A favor

images/panfleto contra reforma-500.jpgA crueldade é grande, mas a guerra não está vencida. Para ser aprovada em definitivo, a reforma  precisa de pelo menos 308 votos, e depois ser votada também em dois turnos no Senado.  Por isso, os sindicatos e movimentos estão nas ruas realizando panfletagens, atos, assembleias e outras mobilizações, como na terça-feira, dia 6, dia de votação na Câmara.

Já em 13 de agosto,  servidores públicos, trabalhadores e estudantes realizam ato para protestar contra a reforma da Previdência e contra os ataques à educação.  O Ato do 13A terá concentração na Ufes (campus Goiabeiras)  e Ifes, em Vitória, às 16 h, com caminhada até a Assembleia Legislativa (Enseada do Suá).

 

Fonte: Adufes

ANDES